sábado, 10 de setembro de 2011

C Ó P U L A

Carlos Celso Uchoa Cavalcante (10/setembro/2011)

Pecaminosamente chamegava
sobre teu corpo, de maneira astuta,
meu corpo, a buscar pequena gruta
onde o meu desejo penetrava.

O teu sussurro, teu entusiasmo
pactuando a minha loucura,
entre as paredes, sem ter compostura
fazia navegarmos no orgasmo.

Uma fogueira de paixão ardia
naquela nossa doce agonia
onde as vozes já se embargavam.

Nada mais víamos, olhar sereno,
o mundo se tornara tão pequeno
naquele instante em que os dois gozavam.

2 comentários:

Van disse...

Um sensual elegante que demonstra toda a paixão que um homem traz guardado a uma mulher amada! Lindo, Carlos! Bjs.

HELO disse...

sensual , e ardente poema, escrito e descrito de uma maneira muito elegante!!parabens!!
heloisa crosio