domingo, 4 de setembro de 2011

DEIXE!...

Carlos Celso Uchoa Cavalcante (04/setembro/2011)

Deixe!...
que seus cabelos entrelacem os meus dedos,
que nossas bocas se acoplem sufocantes,
que nossos corpos se grudem causticantes,
deuxe que fujam de nós os nossos medos.

Deixe!...
que minhas mãos deslizem nos seus seios
que exuberantes eu possa sentí-los
que sutilmente eu toque seus mamilos,
deixe que frum em nós, todos, anseios.

Deixe!...
que minhas mãos tateiem sua cintura
que os belos côncavos traduzam a vontade
que em você, em mim, o ser invade,
deixe o prazer sanar essa loucura.

Deixe!...
que se aprofunde nossa intimidade
que na volúpia da introdução
que queime mais e mais essa paixão,
deixe que o amor consagre essa vontade.

Deixe!...

5 comentários:

Van disse...

Olá Carlos, agora sim, aqui estou me deliciando novamente com: Deixe... Gosto muito de conhecer os cantinhos romanticos dos meus amigos de escrita e fantasias! Aos poucos visitarei todos os seus blogs. Fique com Deus, boa noite, bjs.

lili Rebuá disse...

Olá caro poeta! Adorei o seu romantismo e sensibilidade... Estou te seguindo!
Venha conhecer os meus rabiscos...
Abraços poéticos!!!

perptua,blogspot.com

MINHAS MENSAGENS, CRÔNICAS, POESIAS E POETRIX disse...

Lindo trabalho! Uma poesia tocante mesmo!
PARABÉNS!

eliene disse...

Linda tua paixão, na medida ecrta de um coração. Suave e Divina.Bjs

lilu disse...

Li os poemas (sonetos) românticos e sensuais. São mesmo muito bonitos. Parabéns, Carlos! Abraços, lilu