sábado, 16 de julho de 2011

MULHER FATAL

Carlos Celso Uchoa Cavalcante (16/julho/2011)

Um monumento a caminhar na praia,
ali na orla, cuja faceirice
sobrepujava tudo que é meiguice
quando desnuda-se da mini-saia.

Busto esbelto a exibir os seios,
cintura fina qual de um violão,
anca robusta, glúteo, profusão,
biquini pequenino, meus anseios.

Coxas roliças, pernas torneadas,
corpo excitante, em sutís passadas
pés delicados, ser monumental.

Sob o sol morno, mas a brisa fria
beijava sua tez com alegria
naquele encanto de mulher fatal.

Um comentário:

SANDRA RIBEIRO: disse...

AMIGO, PARABÉNS PELA SENSIBILIDADE EM DESCREVER ESTE SER DE MIL FACETAS, QUE É A MULHER...